Olheiras são manchas escuras ou roxo-acastanhadas localizadas nas pálpebras inferiores, logo abaixo dos olhos. Formam-se até em crianças. Elas podem ter uma origem genética ou surgir através de fatores adquiridos ao longo da vida. Manifesta-se em todas as raças, sendo mais frequentes e acentuadas, contudo, em árabes.

São três causas básicas de olheiras: deposição de pigmentos escuros produzidos pelos melanócitos (a melanina), pele fina demais permitindo a visualização dos vasos capilares da região bem como vascularização exuberante na região, e ainda: aprofundamento da região, geralmente agravada pela diminuição de compartimentos de gordura ou reabsorção óssea que ocorre com o processo de envelhecimento, ou ainda, uma característica adquirida – por isso vemos crianças com olheiras profundas desde cedo, pela sua anatomia.

Condições como alergias respiratórias, rinite alérgica, friccionar em excesso a região ao coçar os olhos, tabagismo, noites mal dormidas de sono, insônia, podem agravar mais ainda a situação.

Os tratamentos variam conforme o tipo de olheira, e geralmente, o paciente tem mais de uma causa relacionada, devendo, portanto, associar terapias.

Para olheiras profundas causadas por reabsorção óssea ou diminuição dos compartimentos de gordura, o Preenchimento Facial é o mais indicado, e a grande vantagem dessa terapia é que seu resultado é visto imediatamente após o tratamento.

Para olheiras de causa vascular ou melânica, podemos associar Peelings Químicos, Lasers como Luz Pulsada ou ND Yag do Fotona, e medicamentos clareadores de uso tópico podem ser prescritos para uso domiciliar.

AGENDE SUA CONSULTA