A transpiração é o meio mais efetivo do homem de regular sua temperatura corporal. Quando a liberação de suor excede as necessidades termoregulatórias do organismo, caracteriza-se uma condição clínica denominada Hiperidrose.

As regiões mais afetadas são as axilas, palmas das mãos e plantas dos pés.
Segundo pesquisas, aproximadamente 5% da população brasileira apresenta algum tipo de hiperhidrose, cujos sintomas iniciais geralmente se iniciam na adolescência.

As glândulas sudoríparas, que são as responsáveis pela liberação do suor, o fazem mediante estímulo de uma substancia chamada acetilcolina.

Um dos tratamentos para a Hiperidrose, portanto, se dá através da aplicação da Toxina Botulínica, que é atua impedindo temporariamente a liberação da acetilcolina na fenda sináptica. Com isso, temos a diminuição da produção de suor.

A durabilidade da aplicação da toxina botulínica é de 8 a 10 meses, com 95% de satisfação dos pacientes tratados e sem risco de maiores complicações.

AGENDE SUA CONSULTA